Em Barcelona, papa Bento 16 condena casamento gay e aborto

Em segundo dia de visita à Espanha, pontífice consagrou templo da Sagrada Família, de autoria do arquiteto catalão Antoni Gaudí

iG São Paulo |

Em seu segundo dia de visita à Espanha, o papa Bento 16 atacou neste domingo o aborto e defendeu a família tradicional, em uma crítica às leis espanholas, que há cinco anos permitem o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

Durante consagração do Templo Expiatório da Sagrada Família de Barcelona, Bento 16 defendeu a família como a união de um homem e uma mulher como “marco da vida humana”.

AFP
Bento 16 durante cerimônia no Templo Expiatório da Sagrada Família, em Barcelona
"A Igreja se opõe a todas as formas de negação da vida humana e apoia quanto se promove a ordem natural no âmbito da instituição familiar”, disse. “O amor indissolúvel de um homem e uma mulher é o marco eficaz e o fundamento da vida humana em sua gestação, em seu parto, em seu crescimento e em seu término natural”, recordou.

O chefe da Igreja católica pediu aos Estados que deem "atenção, proteção e ajuda" à família tradicional e à vida humana” e alertou para a importância de "medidas econômicas e sociais adequadas” para que “se defenda a vida (...) desde o momento de sua concepção".

As críticas de Bento 16 são feitas quatro meses depois de a legislação que permite o aborto na Espanha ter entrado em vigor.

A nova lei, que foi classificada pelo Vaticano como "insensata", amplia a anterior ao permitir o aborto livre dentro de um prazo de 14 semanas, além de autorizar o aborto de maneira até 22 semanas de gravidez em caso de risco para a vida e a saúde da mãe ou em caso de graves malformações do feto.

Cerimônia

Na consagração do templo em Barcelona, que passa a ter status de basílica e poderá realizar missas, Bento 16 entregou as chaves ao padre que ficará responsável pelo templo de autoria do arquiteto catalão Antoni Gaudí, jogando água benta sobre o altar e os fieis, enquanto outros seis padres benziam as paredes da construção.

Após a cerimônia, o pontífice inaugura os trabalhos de construção de uma residência do instituto Obra Nen Deu, que acolhe crianças autistas e com deficiências mentais, e à tarde retorna ao Vaticano.

AFP
Protesto homossexual foi feito no momento em que Bento 16 saía do Arcebispado de Barcelona
Na visita, que teve início no sábado, em Santiago de Compostela, Bento 16 criticou o que chamou de "agressivo movimento anticlerical e laicista que a Espanha viveu nos anos 30", e pediu à Europa que se abra a Deus.

'Beijaço'

Em protesto à visita do papa à Espanha, cerca de 200 homossexuais realizaram neste domingo um "beijo de protesto" no momento em que Bento 16 saía do Arcebispado de Barcelona, em direção ao templo da Sagrada Família.

O beijo coletivo - organizado nos últimos dias por associações que defendem os direitos gays - ocorreu na praça da catedral, a poucos metros do carro que transportava o pontífice. A ação durou cerca de dois minutos e não foi impedida pelas autoridades locais.

*Com Ansa e AFP

    Leia tudo sobre: papaespanhabento 16fiéisdeusmissa

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG