Em 24 horas, mais de 60 morrem por ataques dos EUA no Paquistão

Ataque triplo lançado por aviões não-tripulados mata 54 supostos militantes nesta sexta-feira, enquanto sete morreram na quinta

iG São Paulo |

Três ataques de mísseis lançados por aviões não-tripulados dos EUA mataram pelo menos 54 supostos militantes nesta sexta-feira na região tribal de Khyber, perto da fronteira do Afeganistão, um número incomum de vítimas que inclui comandantes de um grupo aliado à milícia islâmica do Taleban que estavam reunidos na área, disseram autoridades paquistanesas.

Os ataques foram lançados um dia depois de outras sete pessoas terem morrido no vale de Tirah, no Khyber.

Em um dos ataques desta sexta-feira, um avião não-tripulado atacou um refúgio do grupo fundamentalista Lashkar-e-Islam (LeI), na estratégica demarcação de Khyber, matando mais de 30 supostos insurgentes, entre eles um líder da organização, segundo o canal Express, que não identificou suas fontes.

Na zona de Sipah, situada no vale de Tirah, outro avião espião lançou mísseis contra uma casa onde estavam militantes que supostamente provinham do Vale de Swat, de acordo com o "Express".

O último ataque foi lançado contra militantes na aldeia de Sandana. Os alvos dos ataques foram  membros do LeI como do movimento Taleban paquistanês.

*Com AP, BBC e EFE

    Leia tudo sobre: paquistãotalebanavião não-tripuladoafeganistão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG