Em 1ª análise das caixas pretas, perícia descarta pane em avião que caiu na Rússia

Especialistas russos descartaram neste domingo que o acidente aéreo ocorrido no sábado, no qual morreram o presidente polonês, Lech Kaczynski, e mais 95 pessoas, tenha sido provocado por uma pane técnica no avião presidencial.

iG São Paulo |

Reuters
Populares prestam homenagem às vítimas de acidente aéreo

Populares prestam homenagem às vítimas de acidente aéreo

Segundo a equipe que periciou as duas caixas pretas do avião, as conversas registradas entre os pilotos e os controladores aéreos permitem descartar a hipótese de problema técnico no avião.

O primeiro-ministro russo, Vladimir Putin, responsável pela investigação para determinar as causas do acidente,porém, destacou que se trata de um primeiro estudo dos diálogos entre a tripulação e a torre de controle.

O acidente com o Tupolev-154 ocorreu na manhã do sábado, quando o avião se preparava para pousar no aeroporto da cidade russa de Smolensk. A delegação era esperada para uma cerimônia em memória de mais de 20 mil poloneses que morreram nas mãos de forças russas na floresta de Katyn durante a Segunda Guerra Mundial.

Todas as 96 pessoas a bordo morreram, incluindo líderes militares e civis, parlamentares e figuras importantes da elite intelectual polonesa no campo da cultura e história.

Reuters
Homem coloca flor sobre destroços de avião na Rússia

Homem coloca flor sobre destroços de avião na Rússia

Ordem ignorada

No sábado, o subcomandante da Força Aérea russa, Alexander Alyoshin, segundo a agência de notícias Interfax, havia declarado que o piloto do avião ignorou inúmeras ordens do tráfego aéreo russo, para que não pousasse naquele aeroporto.

"O controlador de voo russo confirmou que o piloto aumentou a velocidade de descida a uma distância de 2,5 Km", disse o subcomandante. "O chefe do controle de tráfego aéreo ordenou que a tripulação colocasse a aeronave na posição horizontal diversas vezes, quando eles não obedeceram, mandou que eles seguissem até um aeroporto alternativo", disse ele. "Apesar disso, a tripulação continuou com os procedimentos de pouso. Infelizmente, isso acabou em tragédia", acrescentou.

Investigações

Testemunhas dizem ter visto o avião se aproximar da base aérea de Smolensk com a asa esquerda apontando para o chão. A aeronave bateu nas árvores e se chocou contra a montanha, espalhando destroços em uma grande área de floresta.

As autoridades russas se comprometeram a dar total prioridade ao inquérito, que incluirá a formação de um comitê governamental.

O avião, um Tupolev-154 com mais de 20 anos de uso, havia passado por manutenção recentemente e era considerado apto para voo.

(*com informações da BBC Brasil e AFP)


Poloneses prestam homenagens às vítimas de acidente aéreo

iG

Leia também:

Leia mais sobre acidente aéreo

    Leia tudo sobre: acidenteaviãorússia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG