ELN pede às Farc fim das brigas entre as guerrilhas

Bogotá, 17 abr (EFE).- O Exército de Libertação Nacional (ELN) pediu hoje que as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) busquem um acordo que coloque fim aos combates entre as duas guerrilhas em quatro regiões da Colômbia.

EFE |

A atual situação da Colômbia, acrescentou, "requer outro tipo de comportamento entre os revolucionários, o que coloca na ordem do dia a superação do confronto entre a insurgência", afirmou o ELN, em comunicado.

O Comando Central do ELN já tinha feito uma chamada nesse sentido às Farc, em comunicado que, como o de hoje, foi divulgado em seu site.

Desde 2006, o ELN e as Farc mantêm alguns confrontos em regiões dos departamentos de Antioquia (noroeste), Arauca (nordeste), Cauca (sudoeste) e Nariño (sudoeste).

Os confrontos de maior envergadura aconteceram em Arauca, região fronteiriça com a Venezuela na qual, segundo informações recentes da imprensa, alguns rebeldes do reduto do ELN na área conseguiram acordos com unidades do Exército colombiano para combater as Farc.

"Reiteramos aos companheiros das Farc, tanto ao Secretariado quanto aos comandos regionais, a disposição imediata de definir uma suspensão do confronto nas áreas onde ela se apresenta", afirmou o Comando Central do ELN.

Além disso, o ELN pediu as Farc que continuem "melhorando as relações" que têm em outras regiões, "em prol de fortalecer a luta revolucionária".

Segundo o ELN, a insurgência deve se colocar "em função de acompanhar e dinamizar a luta social, política e militar contra o regime bélico de (Álvaro) Uribe (presidente do país), que abra passagem a propostas de mudança".

O comunicado afirma que o ELN é uma organização nacional que busca "construir cenários de unidade revolucionária e popular", por isso não é política sua agredir forças revolucionárias e a população civil.

No entanto, reconheceu que, apesar disso, há situações de enfrentamento, que, "desde o início", o ELN "considerou necessário solucionar pela via do diálogo". EFE jgh/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG