Elizabeth II, uma rainha que custa 1,3 dólar anual aos súditos britânicos

A rainha Elizabeth II custou ao contribuinte britânico 66 pences (0,83 euros, 1,3 dólar) no último ano fiscal até março de 2008, segundo as contas da soberana divulgadas nesta sexta-feira.

AFP |

No período anterior, o custo anual foi sensivelmente inferior, de 62 pences.

Os gastos da casa real se elevaram de 37,3 milhões de libras esterlinas em 2006-2007 para 40 milhões de libras (50,44 milhões de euros).

O Palácio de Buckingham explicou que parte desse dinheiro foi destinado às obras de renovação indispensáveis nas residências oficiais da monarca.

"Os gastos ligados às viagens reais, que variam de um ano para outro, aumentaram devido" ao maior número de "visitas ao exterior, a pedido dos ministérios das Relações Exteriores e do Comércio", declarou Sir Alan Reid, responsáveis pelas finanças de Elizabeth II.

Reid lamentou que o Ministério da Cultura tenha mantido o orçamento anual para a manutenção dos palácios oficiais em 15 milhões de libras (18,9 milhões de euros) para os próximos três anos.

"Sem um aumento de recursos há 12 anos, projetos indispensáveis de manutenção continuam acumulando-se. O atraso dos trabalhos é estimado atualmente em 32 milhões de libras" (cerca de 40 milhões de euros), acrescentou.

A lista civil da rainha, ou seja, o orçamento do qual dispõe para desempenhar suas funções oficiais, disparou no último ano fiscal 500.000 libras (630.000 euros) para alcançar 12,7 milhões de libras (16 milhões de euros).

elm/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG