Elizabeth II retira de Robert Mugabe o título de sir

Londres, 25 jun (EFE).- O presidente do Zimbábue, Robert Mugabe, perdeu hoje o título de sir concedido pela rainha Elizabeth II da Inglaterra, em sinal de repulsa devido às violações dos direitos humanos e ao desprezo abjeto em relação à democracia no país africano sob seu regime.

EFE |

Por recomendação do ministro de Exteriores britânico, David Miliband, a rainha aprovou a anulação do título concedido a Mugabe, informou o Foreign Office.

O presidente zimbabuano, de 84 anos, foi condecorado pela Coroa britânica em 1994.

A medida tornou-se pública depois que o primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, anunciou hoje no Parlamento que seu Governo estava preparando sanções mais duras contra pessoas específicas do regime do presidente do Zimbábue.

"Tomamos esta ação como sinal de repulsa pelas violações dos direitos humanos e pelo desprezo abjeto ao processo democrático no Zimbábue sob o regime do presidente Mugabe", afirmou a fonte.

Mugabe, que ocupa a Presidência do Zimbábue desde 1987, disse nesta terça-feira que, na próxima sexta-feira, acontecerá a segunda rodada das eleições presidenciais, apesar de a oposição ter se retirado formalmente da disputa eleitoral.

O principal partido opositor, o Movimento para a Mudança Democrática (MDC), confirmou à Comissão Eleitoral do Zimbábue que seu líder, Morgan Tsvangirai, não participará do segundo turno das presidenciais, porque "eleições livres e justas são impossíveis nas atuais circunstâncias".

O líder da oposição, que ganhou o primeiro turno das eleições, em março, decidiu se refugiar na embaixada holandesa, após anunciar que não participará do segundo turno, em conseqüência da onda de repressão contra seus simpatizantes.

Durante as eleições no Zimbábue, mais de 90 simpatizantes da oposição morreram, centenas foram detidos, houve a proibição de comícios e o regime de Mugabe se nega a credenciar observadores.

Mugabe é o primeiro estrangeiro a perder o título de sir desde o ditador romeno Nicolae Ceausescu em 1989, um dia antes de ser executado. EFE ep/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG