Elizabeth II cria horta nos jardins do Palácio de Buckingham

Londres, 14 jun (EFE).- A rainha Elizabeth II também apertou o cinto diante da crise e, assim como muitos de seus súditos, reservou uma pequena parte dos jardins do Palácio de Buckingham para o plantio de hortaliças.

EFE |

Pela primeira vez desde a Segunda Guerra Mundial, a rainha, de 83 anos, autorizou, num espaço de poucos metros, o cultivo de diferentes tipos de hortaliça para. Tudo para o própiro consumo da Família Real.

A plantação de legumes e verduras fica numa área dos jardins do palácio que até agora era reservada a flores de verão, informa hoje a imprensa britânica, que publica fotos da horta.

Ao optar pelo plantio de hortaliças, Elizabeth II aderiu à tendência de muitos britânicos de plantar verduras em jardins ou em espaços de terra alugados.

A prática surgiu como uma forma de preservar o meio ambiente e a saúde, já que dispensa o uso de produtos químicos, e também de diminuir os gastos em tempos de crise.

Uma porta-voz do palácio de Buckingham confirmou a jornalistas que na plantação da rainha não são usados produtos químicos.

"Foi utilizado líquido de algas para alimentar as plantas e alho contra pulgões. Tudo será consumido no palácio", disse.

Os primeiros morangos plantados no palácio foram consumidos na semana passada, no aniversário do duque de Edimburgo, de 88 anos, informa o dominical "The Observer".

A última vez em que hortaliças foram plantadas numa residência real foi em 1943, no Castelo de Windsor. Na época, a horta criada fazia parte de uma campanha para que o povo se tornasse autossuficiente em tempos de guerra. EFE vg/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG