Eletrobrás pedirá concessão temporária de hidroelétricas no Peru

Lima, 7 ago (EFE) - A Eletrobrás vai solicitar a concessão temporária de cinco centrais hidroelétricas no Peru, informou hoje o ministro das Minas e Energia do país, Juan Valdivia. Nas próximas semanas, a Eletrobrás deve solicitar a concessão temporária destas centrais para começar a realizar os estudos respectivos, afirmou Valdivia à agência oficial Andina. As centrais hidroelétricas, com uma capacidade de geração de mais de 1.500 megawatts (MW), estão nas regiões peruanas de Junín, Huancavelica e outras três entre Madre de Dios e Puno.

EFE |

O ministro, que deu a entender que a resposta do Governo será favorável, acrescentou que as cinco hidroelétricas começariam a operar em sete anos.

Valdivia lembrou que uma delegação da Eletrobrás, liderada por seu presidente, José Antonio Muniz, junto a representantes do Governo brasileiro visitaram Peru em julho para analisar projetos no país e as necessidades de energia elétrica.

A visita aconteceu no marco do Acordo de Integração Energética assinados em maio pelos ministérios do setor de Brasil e Peru, visando a impulsionar o desenvolvimento de projetos hidrelétricos para a exportação de energia e acelerar a integração elétrica entre ambas as nações.

O alto funcionário peruano manifestou também que outras duas empresas brasileiras, Furnas e a construtora OAS, já solicitaram a concessão temporária para construir a central hidroelétrica de Inambari, de 1.400 MW, na região de Madre de Dios. EFE wat/rb/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG