Eleitores reprovam atuação de líderes na crise, diz pesquisa

LONDRES (Reuters) - Mais de dois terços dos eleitores norte-americanos e a maioria em alguns países europeus acham que seus governos lidaram mal com a crise econômica, mostrou uma pesquisa de opinião publicada neste sábado. Enquanto líderes mundiais se encontram em Washington para discutir os piores distúrbios econômicos desde a década de 1930, uma sondagem do jornal Financial Times sugeriu que os eleitores não concordam com a resposta de suas nações para a crise.

Reuters |

Quatro entre dez entrevistados disseram que a performance pessoal do presidente George W. Bush foi "terrível", enquanto um quarto avaliou que ela foi "ruim".

A resposta do governo norte-americano foi avaliada por 68 por cento dos entrevistados como ruim ou terrível e menos de cinco por cento acreditam que a Casa Branca fez um bom trabalho.

Líderes europeus tiveram números apenas ligeiramente melhores.

Mais da metade dos eleitores britânicos avaliaram a performance do primeiro-ministro Gordon Brown como ruim, enquanto apenas um quinto das pessoas disseram acreditar que ele foi bem na resposta à crise.

Quase um terço dos entrevistados na Itália e na Espanha pensam que seus líderes, respectivamente Silvio Berlusconi e Jose Luis Rodriguez Zapatero, tiveram uma performance "terrível".

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG