Eleitores da Califórnia decidirão se venda de maconha deve pagar impostos

Os defensores da legalização da maconha anunciaram que conseguiram o número suficiente de assinaturas para que o eleitorado da Califórnia decida em 2010 se deseja cobrar impostos ou não pela venda da droga.

AFP |

A campanha reuniu mais de 680.000 assinaturas, número bem acima das 433.971 exigidas pelas autoridades para submeter a petição à consulta popular no estado, anunciou Richard Lee, coordenador da iniciativa, segundo o site do jornal Los Angeles Times.

"Foi muito fácil obtê-las. As pessoas estavam muito dispostas a assinar", declarou Lee, que aguarda uma oficialização das assinaturas para que os eleitores possam votar a medida em novembro de 2010.

Na Califórnia o consumo de maconha é legal sob algumas condições desde 1996, mas a atual iniciativa pretende estabelecer uma regulamentação da droga que daria aos governos de cada cidade do estado uma autoridade fiscal para taxar a venda.

O governador da Califórnia, Arnold Schwarzenegger, já se pronunciou a favor de um imposto ao consumo de maconha como uma maneira de tentar tapar o buraco econômico do estado mais rico e de maior população dos Estados Unidos.

Na semana passada a principal cidade da Califórnia, Los Angeles, adotou um decreto municipal para limitar o número de lojas de produtos de maconha, que superou 1.000 nos últimos anos, segundo as autoridades do estado, onde o consumo pessoal é legal.

pb/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG