Eleitores comparecem em massa nas primeiras horas de pleito no Irã

Teerã, 12 jun (EFE).- Milhares de iranianos já compareceram aos colégios eleitorais desde o começo da manhã desta sexta-feira para escolher o próximo Governo do país.

EFE |

Segundo a agência local "Mehr", os colégios eleitorais abriram suas portas às 8h locais, em um ambiente de normalidade, e funcionarão por 10 horas com possibilidade de esse período ser prolongado até a meia noite para receber todos os eleitores.

"É incrível, demorei mais de uma hora para votar. Da última vez não gastei nem cinco minutos", disse à Agência Efe Farib Ahari, um estudante de 23 que não revelou quem escolheu como próximo presidente.

Um dos primeiros a votar foi o líder superior, Ali Khamenei, que chegou à mesquita Imame Khomeini, em Teerã, às 8h10 locais para depositar seu voto.

Entre estritas medidas de segurança e cercado por 50 jornalistas, o líder pediu aos iranianos que compareçam hoje às urnas e se mostrou confiante de que isso acontecerá, "porque a consciência política do povo cresceu".

Minutos depois exerceu seu direito ao voto o presidente do país, o ultraconservador Mahmoud Ahmadinejad, que hoje tenta a reeleição em uma disputa apontada como muito acirrada.

Como um cidadão comum, Ahmadinejad encarou a longa fila de um colégio eleitoral de um dos bairros mais pobres de Teerã.

"A escolha decidida e revolucionária do povo conseguirá um futuro cheio de progressos para o Irã", disse o presidente após votar.

Considerado a principal ameaça a Ahmadinejad na corrida presidencial, o reformista Mir Hussein Moussavi foi o último dos candidatos a votar hoje.

Mais de 46 milhões de iranianos estão convocados hoje para votar no décimo pleito presidencial da era republicana do país.

Segundo o Ministério do Interior, os primeiros resultados finais serão conhecidos 24 horas depois do fechamento dos colégios, embora depois tenham de ser validados pelo poderoso Conselho de Guardiães.

Se nenhum dos quatro candidatos conquistar mais de 50% dos votos hoje, os dois mais votados deverão disputar um segundo turno na próxima sexta-feira. EFE jm/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG