Bagdá, 31 jan (EFE).- Os colégios eleitorais do Iraque, onde hoje foram realizadas eleições provinciais, fecharam às 18h (13h de Brasília), sem que tenham sido registrados incidentes graves ao longo do dia, informou a Comissão Suprema Eleitoral Independente do país (CSEI).

Mais de 15 milhões de pessoas de 14 das 18 províncias iraquianas foram convocados às urnas para escolher os novos ocupantes das assembléias legislativas regionais.

Visto por muitos como uma plataforma para o surgimento de um novo Iraque, o pleito é o primeiro no país desde 2005, e dele participam todos os partidos, diferentemente do ocorrido há quatro anos, quando a maioria dos grupos sunitas boicotou as eleições, marcadas pela violência.

Segundo fontes do CSEI, as urnas, devidamente lacradas, serão transportadas para a sede central do órgão em cada província e, de lá, para Bagdá, onde será feita a apuração, cujos primeiros resultados só devem ser anunciados na quarta-feira.

Os únicos incidentes registrados ao longo da votação neste sábado foram a morte de um civil após uma discussão num colégio eleitoral de Cidade de Sadr, em Bagdá, e as de dois policiais que faziam a segurança de uma seção em Mossul e que, por razões desconhecidas, foram atingidos por tiros de soldados americanos. EFE ah/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.