Eleições regionais da Caxemira indiana registram pequenos tumultos

Srinagar (Índia), 24 dez (EFE) - Com pequenos confrontos entre independentistas e as forças de segurança, o fechamento dos colégios marcou hoje o final das longas eleições regionais da Caxemira indiana, no norte da Índia. Os colégios estão fechados, só à espera de que possam votar as pessoas que estão no local no momento do fechamento. Ou seja, alguns eleitores na área de Jammu, declarou à Agência Efe o chefe da Comissão Eleitoral regional, B.

EFE |

R. Sharma.

A sétima e última fase das eleições colocava diante dos eleitores 21 deputados na capital de inverno -Jammu, de maioria hindu- e a de verão, Srinagar, núcleo do independentismo caxemiriano e de maioria muçulmana.

Conforme os dados de 14h (6h30 de Brasília), em Srinagar tinham votado apenas 14% dos eleitores, devido ao boicote proposto pela separatista Conferência Hurriyat, apesar de o dado ser o mais alto das últimas duas décadas.

Ao menos 14 pessoas ficaram feridas em vários distúrbios registrados em diferentes bairros da cidade, quando grupos de separatistas entraram em choque com as forças de segurança, que dispararam contra eles e utilizaram bombas de gás lacrimogêneo.

A baixa participação de Srinagar contrastou com os dados de Jammu, onde, às 14h (hora local), 40% do eleitorado tinha votado, e não houve incidentes violentos.

As eleições, divididas em sete fases, começaram em 17 de novembro e foram marcadas tanto pelo boicote de Hurriyat quanto pela agenda centrada no desenvolvimento da região usada pelos diferentes candidatos.

A Caxemira é uma região disputada e repartida por Índia e Paquistão desde a partilha e independência do subcontinente, em 1947, e foi objeto de várias guerras desde então.

Nos últimos dias, os caxemirianos acompanharam com preocupação a deterioração das relações entre ambos os países, por causa dos atentados de Mumbai, que a Índia atribui ao grupo separatista caxemiriano Lashkar-e-Toiba, com base no Paquistão.

A apuração ocorrerá em 28 de dezembro. EFE daa/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG