Eleições no Quirguistão começam com elevada participação eleitoral

Moscou - As eleições presidenciais no Quirguistão, ex-república soviética na Ásia Central, começaram com altos índices de participação eleitoral, informou a Comissão Eleitoral Central (CEC) do país.

EFE |

Quatro horas depois da abertura dos colégios, 42,6% dos cerca de 2,7 milhões de eleitores quirguizes já tinham ido às urnas, segundo um comunicado divulgado pelo site da CEC.

Seis candidatos concorrem à Presidência quirguize. O favorito é o atual chefe de Estado, Kurmambek Bakiyev, e seu principal adversário é o ex-primeiro-ministro e líder da oposição unificada, Almazbek Atambayev.

Mais de 500 observadores internacionais supervisionam a jornada eleitoral e a apuração, que começará imediatamente após o fechamento das urnas, previsto para as 20h locais (11h de Brasília).

O porta-voz da campanha de Atambayev, Batyk Beshimov, assegurou que a oposição "duvida da limpeza das eleições" e que, por isso, criou um sistema para controlar a participação eleitoral e fará pesquisas de boca-de-urna.

Às vésperas do pleito, Bakiyev advertiu que atuará com dureza contra "as tentativas de provocar desordens" durante as eleições.

As autoridades quirguizes proibiram as manifestações depois da jornada eleitoral. Além disso, o Governo mobilizou milhares de soldados na capital do país, Bishkek, com uma clara intenção de dissuadir eventuais protestos.

Leia mais sobre: Quirguistão

    Leia tudo sobre: eleiçõespovoquirguistão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG