Eleições no México começam com atrasos, mas em ambiente calmo

MÉXICO - A jornada eleitoral mexicana, que permitirá renovar as 500 cadeiras da Câmara dos Deputados e escolher os governadores de seis estados e outros cargos locais, começou com atrasos na instalação de algumas mesas, mas em um ambiente de calma geral, informaram as autoridades.

EFE |

AP

Mulher segura cartaz escrito "voto livre e secreto" em dia de eleições no México

O secretário de Segurança Pública da Cidade do México, Manuel Mondragón y Kalb, afirmou à imprensa, ao depositar seu voto, que a polícia local não tem informações sobre incidentes desde a abertura oficial das mesas de votação, às 8h (10h de Brasília).

"Tenho a informação de que tudo está tranquilo, não houve nenhum incidente até este momento (...), do ponto da segurança e da tranquilidade, tudo está perfeito", disse o funcionário.

No mesmo sentido, manifestou-se o procurador-geral mexicano, Eduardo Medina Mora, que disse que todos os agentes desse organismo estão em guarda, diante de qualquer evento que pudesse afetar o processo eleitoral.

Cerca de 139 mil mesas eleitorais serão instaladas em todo o país para que mais de 77 milhões de mexicanos possam votar para renovar a Câmara Baixa, com 300 integrantes por votação direta e 200 por representação proporcional.

"Hoje é o dia em que as instituições do Estado e os partidos políticos devem ouvir a voz dos cidadãos, por meio de seu voto. Convidamos a participar e não perder a oportunidade de votar", pediu o presidente do Instituto Federal Eleitoral (IFE), Leonardo Valdés, durante uma sessão matinal desse organismo, neste domingo.

Também são escolhidos, na votação deste domingo, no México os governadores de seis Estados, 549 prefeitos, 11 congressos locais, a Assembleia Legislativa do Distrito Federal e 16 Prefeituras de municípios da capital.

No entanto, vários meios de comunicação locais informaram sobre a abertura com atrasos de várias mesas do país, o que gerou transtornos e protestos isolados dos cidadãos registrados para votar.

Às 10h20 (12h20 de Brasília), tinha sido registrada a instalação no país de 45% das mesas eleitorais, o que equivale a cerca de 60 mil, segundo dados do IFE.



Leia mais sobre México

    Leia tudo sobre: eleiçõesméxicovotação

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG