normalidade - Mundo - iG" /

Eleições na Venezuela ocorrem com normalidade

Caracas, 23 nov (EFE).- As eleições estaduais e municipais, realizadas paralelamente na Venezuela, ocorrem com com total normalidade em todo o país, afirmam as autoridades eleitorais e de segurança.

EFE |

O chefe do Comando Estratégico Operacional (CEO) das Forças Armadas, general Jesús González, assinalou pouco antes das 11h locais (13h30 de Brasília) que "as expectativas são as melhores", segundo os dados informados até agora pelo Plano República, esquema de segurança eleitoral.

González informou que 11 pessoas foram detidas em Portuguesa, Caracas, Zulia, Táchira e Miranda, por distintas razões como danificar o material eleitoral ou apresentar identidades falsas, mas considerou que o número é "insignificante".

O chefe do CEO precisou que a fronteira do estado de Táchira com a Colômbia está fechada, como de costume em eleições, e reiterou que os a imprensa tem pleno acesso aos centros de votação.

Por sua parte, o reitor do Conselho Nacional Eleitoral (CNE), Germán Yépez, disse que quatro horas após da abertura das seções eleitorais, às 06h locais (8h30 de Brasília), mais de 90% das mesas eleitorais haviam sido instaladas em todo o país.

Yépez, um dos cinco reitores do CNE, afirmou ainda que apesar do temor de que prosseguissem hoje as fortes chuvas que mataram pelo menos 14 pessoas desde quinta-feira, "o céu está claro na maior parte do país".

Cerca de 17 milhões de venezuelanos estão habilitados hoje para escolher 22 dos 23 governadores do país, mais de 300 prefeitos e mais de 200 legisladores locais, em eleições regionais que tanto o Governo de Hugo Chávez quanto a oposição consideram "chave" para o rumo do jogo político no país. EFE eb/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG