Eleições iraquianas registram alto índice de participação

Bagdá, 8 mar (EFE).- A maior parte dos iraquianos habilitados a votar foi às urnas nas eleições parlamentares deste domingo, apesar da série de atentados perpetrados no país.

EFE |

Dos 18,9 milhões de eleitores, 62,4% foram às urnas para escolher um Parlamento unicameral de 325 cadeiras. A partir dele surgirá a coalizão que designará o novo presidente, com menos funções executivas que o primeiro-ministro.

As primeiras horas de votação ocorreram em meio a inúmeros atentados que afetaram principalmente a cidade de Bagdá, deixando 38 mortos e cerca de 80 feridos.

Segundo a chefe da Comissão Eleitoral iraquiana, Hamdiya al-Hosseini, a participação em Bagdá cresceu 53%.

A maior participação foi registrada em Dohuk, no Curdistão iraquiano, com 80% dos votantes, e a menor em Misan, na fronteira com o Irã, 50%.

Uma coalizão terrorista liderada pela rede Al Qaeda tinha ameaçado boicotar o pleito ao considerar que a votação ia contra os interesses dos sunitas (minoria no Iraque) frente a maioria xiita.

Na província de Kirkuk, cuja jurisdição é reivindicada pelo Governo autônomo do Curdistão, o comparecimento às urnas foi de 73%.

EFE ag-am/pb/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG