Eleição regional é teste para governo socialista espanhol

Por Martin Roberts MADRI (Reuters) - Eleições neste domingo em duas regiões espanholas representam o primeiro teste nas urnas para o governo socialista do país, desde que a economia entrou em recessão no ano passado e o desemprego aumentou.

Reuters |

O primeiro-ministro José Luís Zapatero espera que o seu partido mantenha o controle sobre a Galícia, no noroeste, e vença no País Basco, no nordeste, onde os nacionalistas estão no poder há 29 anos.

Zapatero e os socialistas ganharam as eleições nacionais em março do ano passado, quando a economia estava esfriando. O desemprego já atingiu 14 por cento, e a economia está em recessão.

As campanhas regionais socialistas também sofrem por conta da demissão na segunda-feira do ministro da Justiça. Ele deixou o governo depois de notícias de que fora caçar com o juiz responsável por uma investigação de corrupção que envolve membros do partido de oposição.

Analistas, no entanto, dizem que o inquérito ajuda a explicar porque os socialistas mantêm vantagem em pesquisas sobre o Partido Popular, apesar da recessão.

Pesquisas de opinião publicadas no último fim de semana estavam divididas sobre a disputa entre socialistas e o Partido Popular na Galícia. A situação tampouco é clara no País Basco. Os socialistas ganham apoio junto aos bascos cansados de quatro anos de violência política.

Pessoas suspeitas de pertencerem ao grupo separatista ETA colocaram uma bomba na sede dos socialistas no País Basco na segunda-feira. Uma bomba explodiu em Madri no mês passado, depois que a Corte Suprema proibiu que dois partidos participassem das eleições por conta de laços com os separatistas armados.

(Por Martin Roberts)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG