As cédulas de quase 10% das urnas serão examinadas e submetidas a uma recontagem por suspeitas de fraude nas eleições presidenciais de 20 de agosto no Afeganistão, anunciaram fontes oficiais.

A Comissão Eleitoral de Reclamações (ECC) ordenou na semana passada a recontagem das cédulas das seções eleitoras com provas claras e convincentes de fraude.

O presidente da ECC, Grant Kippen, declarou à AFP que a ordem será aplicada a 2.500 seções eleitorais, de um total de 25.450, de todas as províncias.

Vários observadores afegãos e estrangeiros apontaram irregularidades em todo o país no dia da votação, em maior ou menor escala segundo as fontes.

A ECC recebeu milhares de queixas por fraude e advertiu que as investigações podem durar vários varios meses. Os resultados definitivos das eleições serão anunciados apenas ao fim das investigações.

cn/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.