Eleição de Kadhafi não mudará relação dos EUA com União Africana

O governo americano informou, nesta segunda-feira, que continuará trabalhando com a União Africana (UA), após a eleição do dirigente líbio Muamar Kadhafi para a presidência desse organismo durante um ano.

AFP |

"No que diz respeito às nossas relações de trabalho com a UA, vamos mantê-las, porque temos muitos interesses comuns para tentar levar paz, estabilidade, desenvolvimento econômico e ajuda humanitária a esse continente, quando for necessário", afirmou o porta-voz do Departamento de Estado, Robert Wood.

Kadhafi foi eleito para a presidência da UA, nesta segunda-feira, durante uma cúpula em Addis Abeba, e substituirá o presidente da Tanzânia, Jakaya Kikwete.

sl/tt

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG