Elefantes de Bangcoc ganharão microchip para não tumultuar cidade

Bangcoc, 24 abr (EFE).- Os elefantes que circulam pelas ruas de Bangcoc, a capital da Tailândia, ganharão microchips subcutâneos, que alertarão as autoridades quando os animais saírem das áreas para as quais estão designados, informou hoje a imprensa local.

EFE |

O vice-governador de Bangcoc, Thirachon Manomaipiboon, declarou ao jornal "The Nation" que os microchips serão implantados em aproximadamente 200 paquidermes, para evitar que estes atrapalhem o trânsito e gerem engarrafamentos nas principais vias da cidade.

Todos os dias, elefantes e seus tratadores passeiam pelas ruas da caótica capital para satisfazer os turistas.

Além de ter que desviar de carros, os animais inalam fumaça e são obrigados a se locomover por várias horas, às vezes até o começo da madrugada.

Há, inclusive, relatos de que os tratadores drogam os elefantes com anfetamina para mantê-los ativos o máximo de tempo possível, o que teria causado alguns ataques a pedestres.

Apesar das queixas de grupos de defesa dos animais, os elefantes, um símbolo de Bangcoc e da Tailândia, retornaram à capital do país em 2006, após quase 20 anos de proibição. EFE grc/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG