El Niño se tornará cada vez mais frequente no Pacífico central

Os fenômenos climáticos chamados El Niño, caracterizados por temperaturas acima do normal em zonas do Pacífico equatorial, afetarão cinco vezes mais o centro que o leste do Oceano até o fim do século XXI, segundo um estudo publicado nesta quarta-feira.

AFP |

No fim do século passado, El Niño do leste do Pacífico (EP-El Niño) se tornou mais frequente, enquanto uma forma diferente do fenômeno, que ocorre no Pacífico centro (CP-El Niño), também chamado El Niño "Modoki", está se tornando cada vez mais comum, destacaram os cientistas à revista britânica Nature.

A equipe de Sang-Wook Yeh, do Instituto Coreano de Pesquisa sobre o Oceano e o Desenvolvimento (Ansan, Coreia do Sul), analisou seis modelos climáticos para testar com a frequência com que o novo fenômeno acontece em comparação com o anterior, que é o mais conhecido.

Ela concluiu que o CP-El Niño deve ocorrer cinco vezes com mais frequência que o EP-El Niño no fim do século XXI, o que pode ter uma influência sobre o clima mundial e provocar mais seca na Índia e na Áustria.

ah/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG