Uma mulher de 25 anos que retornou da Arábia Saudita, para onde havia viajado em peregrinação, morreu em consequência da gripe suína em um hospital do Egito, tornando-se o primeiro caso de morte pelo vírus A(H1N1) registrado nesse país, anunciou neste domingo o Ministério da Saúde.

A mulher voltou do Egito no dia 16 de julho e foi hospitalizada com "febre reumática, falta de oxigênio e um derrame cerebral", indicou o ministério, citado pela agência oficial Mena.

"Morreu no hospital no sábado", acrescentou a mesma fonte.

Em 12 de julho, as autoridades egípcias informaram a respeito da existência de 92 casos de gripe suína no país. A maioria dos doentes tem entre 5 e 24 anos.

jaz/dm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.