Egito reabre temporariamente ponto de passagem de Rafah

Feridos palestinos puderam nesta segunda-feira passar pelo terminal de Rafah, reaberto pelo Egito para permitir também a entrada da ajuda médica na Faixa de Gaza, constatou um jornalista da AFP.

AFP |

Nove palestinos, alguns dos quais estavam em estado grave, chegaram à parte egípcia de Rafah. No total, cerca de 30 feridos palestinos são esperados no Egito, pela primeira vez desde sábado, quando começaram os ataques israelenses contra a Faixa de Gaza.

Caminhões egípcios carregados com medicamentos puderam entrar no terminal de Rafah no início da tarde para transferir sua carga em veículos palestinos. O ponto de passagem fora fechado domingo após incidentes.

Caminhões transportando toneladas de ajuda procedente do Qatar e da Líbia também foram autorizados a descarregar no terminal, segundo um jornalista da AFP no local.

Segundo o embaixador palestino no Cairo, Nabil Amr, dois aviões sauditas foram enviados ao Egito para transportar feridos palestinos a hospitais de Riad.

O Egito abriu o terminal de Rafah no sábado, no primeiro dia da operação israelense contra a Faixa de Gaza. As autoridades egípcias acusaram o Hamas, que controla este território desde junho de 2007, de impedir centenas de feridos palestinos de deixarem a Faixa de Gaza, enquanto várias ambulâncias vazias os aguardavam do lado egípcio da fronteira.

O Hamas exigia que o terminal de Rafah seja aberto de forma permanente, e não apenas como uma medida excepcional.

Domingo, o Egito fechou novamente o ponto de passagem depois de suas forças de segurança terem sido forçadas a atirar para o alto para impedir palestinos de invadir o país.

Um guarda egípcio foi morto na noite de domingo, e outro foi ferido em Rafah por disparos procedentes da Faixa de Gaza.

Os ataques israelenses deixaram 345 mortos, entre eles 57 civis.

se/yw/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG