A polícia do Egito prendeu três homens suspeitos de envolvimento no atentado de domingo no Cairo que matou uma francesa e feriu outros 25 turistas, anunciaram fontes oficiais.

As identidades dos suspeitos não foram divulgadas. Eles foram detidos perto do local do atentado, pouco depois da explosão de uma bomba de fabricação caseira, que estava, segundo a polícia, debaixo de um banco da praça Al-Hussein, perto do mercado turístico de Khan al-Jalili.

Outras pessoas estão sendo interrogadas como testemunhas, afirmou uma fonte ligada às investigações que pediu anonimato.

Uma adolescente de 17 anos morreu e 25 turistas, em sua maioria jovens franceses, foram feridos no atentado, que até o momento não foi reivindicado por nenhum grupo.


Polícia egípcia bloqueia a passagem para a mesquita Hussein / AP



Este foi o primeiro ataque terrorista contra ocidentais no Egito desde 2006.

A bomba explodiu às 18H50 locais (13H50 de Brasília) sob um banco de pedra da praça da mesquita Al-Hussein, perto de Khan Al-Jalili.


Leia também:

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.