Egito pedirá a palestinos que assinem acordo até outubro

CAIRO (Reuters) - O líder exilado do grupo islâmico palestino Hamas disse que o Egito apresentará ao Hamas e à facção rival Fatah um acordo de reconciliação a ser ratificado no mês que vem. Khaled Meshaal, que vive em Damasco, disse a jornalistas que manteve nesta segunda-feira discussões muito positivas com autoridades egípcias no Cairo, nas quais o Egito anunciou que apresentará um plano ao Hamas e à Fatah, facção liderada pelo presidente palestino, Mahmoud Abbas.

Reuters |

"(O chefe de inteligência egípcia, Omar) Suleiman nos disse que os egípcios irão trabalhar na versão final do plano de reconciliação, que terá em seu coração a proposta egípcia, e que eles irão convocar todas as facções palestinas para uma reunião nacional em outubro para ratificar o pacto", disse Meshaal.

Abbas também visitou recentemente o Cairo e discutiu com o presidente egípcio, Hosni Mubarak, a proposta de reconciliação com o Hamas.

O Egito tenta há mais de um ano mediar um acordo entre Fatah e Hamas, que já estiveram à beira de uma guerra civil e serão rivais na eleição presidencial e parlamentar prevista para 2010.

O Hamas governa a Faixa de Gaza desde que expulsou as forças da Fatah, que continua controlando a Cisjordânia.

O Egito sugeriu na semana passada o adiamento das eleições palestinas para que haja mais tempo para a negociação de um acordo de compartilhamento do poder entre os dois grupos. Por lei, a eleição tem de ser realizada até 25 de janeiro de 2010, mas a data ainda não foi oficialmente marcada.

Um dirigente da Fatah já disse que seu movimento aceitaria o adiamento, embora outros digam que isso dependeria de um acordo com o Hamas até o fim de outubro.

Uma disputa em torno da detenção mútua de centenas de militantes de ambos os grupos também emperra as negociações.

"Ouvimos um claro compromisso egípcio de fornecer um mecanismo específico para libertar os detentos", disse Meshaal, sem entrar em detalhes.

(Reportagem de Mariam Karouny)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG