Egito nega acordo escrito com Israel sobre contrabando de armas para Gaza

O Egito negou nesta segunda-feira ter concluído um acordo escrito com Israel sobre a luta contra o contrabando de armas para a Faixa de Gaza, contradizendo as declarações de um alto representante israelense neste sentido.

AFP |

Questionado pela AFP sobre a existência de tal acordo, o porta-voz do ministério egípcio das Relações Exteriores, Hossam Zaki, respondeu: "Claro que não".

Um representante do governo israelense afirmara mais cedo nesta segunda-feira que o Estado hebreu e o Egito tinham concluído "um acordo escrito para prevenir o contrabando de armas na fronteira entre a Faixa de Gaza e o Egito".

Ele destacara que este acordo, uma das condições do cessar-fogo unilateral proclamado por Israel, tinha sido concluído durante as discussões entre o negociador israelense Amos Gilad e o chefe dos serviços secretos egípcios, Omar Suleiman.

Israel afirmou que suspendeu sua ofensiva de 22 dias na Faixa de Gaza depois de ter obtido garantias dos Estados Unidos e do Egito sobre o contrabando de armas.

mon/yw

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG