Metade dos seqüestradores dos 11 turistas europeus e oito egípcios libertados depois de 10 dias de cativeiro foram mortos, anunciou o ministro egípcio da Defesa, Hussein Tantawi.

O ministro comunicou ao presidente Hosni Mubarak a libertação do grupo e informou que "metade dos seqüestradores foram liquidados", informou a agência de notícias oficial MENA.

Até o momento não foram divulgados mais detalhes sobre a libertação dos 11 turistas - cinco italianos, cinco alemães e uma romena - e os oito acompanhantes egípcios, seqüestrados há 10 dias em uma área remota do sudoeste do país.

cjo/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.