Egito fecha revista que publicou poema contra Alá

Cairo, 8 abr (EFE).- Um tribunal egípcio anulou a licença de publicação da revista mensal estatal Ibdaa (criatividade, em árabe) por publicar um poema blasfemo à entidade divina de Alá, informou hoje o jornal independente al-Masri al-Youm.

EFE |

Segundo o jornal, os juízes do tribunal administrativo, cuja sentença pode ser alvo de apelação, asseguraram que o poema intitulado "A Varanda de Laila Murad", de Helmi Salem, contém palavras que insultam Alá.

O tribunal considerou que a publicação deste poema é contrária ao espírito da revista de divulgar a criatividade.

Além disso, segundo a sentença, a publicação cometeu um "delito contra Alá e contra as crenças e os santuários dos filhos desta nação".

O ministro da Cultura egípcio, Farouk Hosni, se negou a comentar o julgamento e se limitou a dizer que o Governo vai apelar da sentença, acrescentou o jornal. EFE hh/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG