Egito criará centro de quarentena para viajantes de países com gripe suína

Cairo, 3 mai (EFE).- O ministro da Saúde egípcio, Hatem al-Jabali, anunciou hoje a criação de um centro de quarentena para examinar os passageiros procedentes de países onde foram detectados casos de gripe suína, informou a agência oficial Mena.

EFE |

O centro de quarentena ficará no hospital psiquiátrico do aeroporto do Cairo, situado nas proximidades deste aeroporto, disse o ministro, durante uma visita às instalações do mesmo.

Jabali, que não especificou a data de abertura do centro, disse que os passageiros que chegarem de países onde houve casos de gripe suína serão isolados neste lugar para examiná-los e acompanhar a evolução dos casos suspeitos.

Durante sua visita, o ministro percorreu as dependências do hospital para avaliar o equipamento que o centro de quarentena precisará para enfrentar uma eventual pandemia dessa doença.

O lugar será preparado para receber 37 doentes por tempo prolongado, e outros 150 por períodos breves, destacou o ministro.

Jabali afirmou que o centro de quarentena deixará de funcionar logo após o fim da crise gerada por essa gripe.

Até o momento, não houve nenhum caso suspeito de gripe suína no Egito, que no Oriente Médio só afetou Israel. EFE aj/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG