Egito confirma mais 2 casos da gripe e isola dezenas de pessoas

Cairo, 8 jun (EFE).- O Ministério da Saúde do Egito confirmou hoje que dois estudantes americanos foram infectados pela gripe suína e que uma república universitária com dezenas de pessoas dentro foi colocada em quarentena.

EFE |

Segundo fontes da Universidade Americana do Cairo, dois estudantes americanos que chegaram dos Estados Unidos no fim de maio foram internados num hospital da capital egípcia com sintomas da doença.

Com a confirmação dos dois casos, a república da Universidade Americana do Cairo, onde viviam os jovens, foi colocada em quarentena por 24 horas.

"Médicos do Ministério da Saúde vieram fazer testes mediante a análise de saliva", confirmou à Agência Efe uma das pessoas isoladas dentro do prédio universitário.

A capacidade da república, que fica no centro da cidade, é de 140 pessoas. Porém, não foi possível confirmar quantos estudantes e funcionários permanecem no interior das instalações.

"Dentro (do prédio) há americanos, canadenses, egípcios, um pouco de tudo. E ninguém poderá entrar ou sair nas próximas 24 horas", disse a fonte ouvida pela Efe, que pediu para não ser identificada.

O primeiro caso da gripe suína no Egito foi detectado em 2 de junho, numa americana de 12 anos que chegou ao país num voo procedente dos Estados Unidos. EFE jrg/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG