Egito adia volta às aulas por possível expansão da gripe

Cairo, 10 set (EFE).- O Egito adiou a volta às aulas por uma semana, até o próximo dia 3 de outubro, para que as escolas tenham tempo para se preparar perante uma possível propagação da nova gripe, informou hoje a agência oficial de notícias Mena.

EFE |

O objetivo da medida é também esperar até que os fiéis, que nessa época realizam a peregrinação a Meca (Arábia Saudita), voltem e se recuperem de qualquer possível infecção do vírus.

A decisão foi tomada esta manhã durante uma reunião entre o primeiro-ministro, Ahmed Nazif, e os governadores das várias províncias do país.

O Egito impôs recentemente duras restrições para limitar o fluxo de peregrinos a Meca, a fim de evitar a possível propagação da gripe.

O Ministério da Saúde egípcio anunciou a aparição de 15 novos casos da gripe, o que eleva a 860 o número de doentes. Segundo a "Mena", até agora duas pessoas morreram no país vítimas do vírus.

EFE hh/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG