Egito abre posto fronteiriço de Rafah para passagem de palestinos doentes

Gaza, 5 ago (EFE).- O Egito abriu hoje o posto fronteiriço de Rafah para permitir a passagem de 28 habitantes da Faixa de Gaza que precisam urgentemente receber atendimento médico, informaram fontes oficiais palestinas no território palestino.

EFE |

As autoridades egípcias permitiram a passagem de 30 palestinos doentes ao Egito, disseram fontes de segurança do movimento islâmico Hamas, que governa a Faixa de Gaza.

O Egito abriu também temporariamente na segunda-feira a passagem de Rafah para aproximadamente 40 palestinos que permaneciam ilegalmente em território egípcio, a fim de devolvê-los à Faixa de Gaza.

O posto fronteiriço de Rafah permanece fechado desde que o Hamas expulsou da Faixa de Gaza, há pouco mais de um ano, as forças leais ao presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, e tomou o poder no território.

Israel, que considera o Hamas uma organização terrorista, é contra a reabertura da fronteira e mantém desde então um ferrenho bloqueio à Faixa de Gaza.

No último ano, o Egito abriu ocasionalmente a fronteira para permitir a entrada de pacientes em situação grave em hospitais egípcios, assim como de estudantes e palestinos com uma segunda nacionalidade ou com passaportes de outros países árabes.

Em janeiro, membros do Hamas derrubaram parte da cerca fronteiriça, o que permitiu durante alguns dias a passagem de milhares de palestinos para o Egito em busca de mantimentos e bens de primeira necessidade. EFE aca/fh/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG