Egito abre fronteira com Faixa de Gaza por 3 dias

Gaza, 15 set (EFE).- O Egito abriu hoje a passagem de Rafah, na fronteira com a Faixa de Gaza para permitir durante três dias a entrada de ajuda humanitária, informou o Governo do movimento islâmico palestino Hamas.

EFE |

A medida afetará quase cinco mil palestinos, em sua maioria pessoas doentes e estudantes, que aguardam há muito tempo para abandonar Gaza, submetida a um ferrenho bloqueio israelense, disse o Ministério do Interior do Executivo islamita.

Em certas ocasiões, Cairo reabre a passagem de Rafah para a entrada de ajuda humanitária para os 1,5 milhão de palestinos que vivem na Faixa de Gaza.

Em geral, Israel e Egito mantêm fechadas suas fronteiras com a faixa desde que o Hamas assumiu o controle da região em junho de 2007 depois de expulsar as forças de segurança leais ao presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP) e líder do Fatah, Mahmoud Abbas, em seis dias de confronto.

O Governo do Egito assegura que reabrirá a passagem em definitivo quando as duas principais facções palestinas, Hamas e Fatah (que governa na Cisjordânia), se reconciliarem, e o movimento islamita feche um acordo com Israel para uma troca de presos pelo soldado israelense Gilad Shalit.

Hamas quer mudar o acordo de 2005 sobre Rafah, que motivou a abertura da passagem, porque dá a Israel o direito de fato de determinar o tráfego da passagem, embora não faça parte de uma fronteira de seu território. EFE sar-ap/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG