Egípcio é detido em relação a atentados no Iêmen contra alvos americanos

Sana, 20 abr (EFE).- A Polícia iemenita deteve um cidadão egípcio que estaria envolvido em atentados contra alvos americanos, incluindo dois recentes ataques contra a Embaixada dos EUA em Sana e um complexo residencial para cidadãos ocidentais na mesma capital.

EFE |

O site iemenita "Ray News" imforma hoje, citando fontes policiais, que o egípcio Mohamad Jaquot é membro da organização radical Jihad Islâmica e foi detido há uma semana durante uma operação das forças antiterroristas em um bairro da capital.

Jaquot tinha sido detido no Iêmen após o atentado que causou a morte de oito turistas espanhóis, em julho de 2007, em Marib, mas foi libertado depois por falta de provas.

As fontes citadas pela "Ray News" o vinculam, no entanto, com o atentado com bombas ocorrido em 19 de março passado em Sana, que tinha como alvo a embaixada dos EUA, apesar de ter atingido um colégio vizinho.

Naquele ataque, um guarda da delegação diplomática morreu e outros quatro ficaram feridos, assim como treze alunos da escola.

Além disso, não descartam que esteja vinculado a outro ataque semelhante cometido em 6 de abril contra um complexo residencial para cidadãos ocidentais em Sana, que não causou vítimas. EFE ja/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG