Egípcia grávida é detida por se casar com 7 homens em 45 dias

Cairo, 10 ago (EFE).- As autoridades egípcias detiveram uma grávida na cidade turística de Hurgada, às margens do Mar Vermelho, acusada de ter se casado com sete homens em um mês e meio, informaram hoje à Agência Efe fontes judiciais.

EFE |

A mulher, de 25 anos, trabalhava como garçonete numa cafeteria frequentada por turistas. Segundo informações, ela se casou com vários clientes do estabelecimento em uniões sem valor legal (casamentos "orfi") e sem dissolver as anteriores.

Ontem, a jovem compareceu a um tribunal de Hurgada. Diante do juiz, ela admitiu que havia se casado com vários homens e que está grávida, mas não soube dizer qual dos maridos é pai da criança que espera.

O caso veio à tona quando um dos maridos da mulher encontrou o contrato de casamento dela com outro homem e o levou às autoridades.

A princípio, a moça disse que antes de se casar de novo tinha se divorciado dos maridos anteriores. Depois, porém, reconheceu que se casou sem nunca ter dissolvido os outros casamentos.

A jovem ficará detida quatro dias para investigações. Segundo as fontes, os casamentos "orfi" são muito comuns em Hurgada, principalmente entre egípcias e estrangeiros. EFE hh/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG