Efe amplia distribuição de vídeos nos mercados de língua portuguesa

Lisboa, 16 out (EFE).- A produção nacional e internacional de vídeos noticiosos da Agência Efe (TVEfe) começará a ser distribuída a partir de janeiro nos mercados de língua portuguesa da Europa, África e Ásia através da agência Lusa, após o acordo assinado entre as duas empresas.

EFE |

Deste modo, os vídeos da Efe chegarão a Angola, Moçambique, Guiné-Bissau, Cabo Verde, Macau e Timor-Leste.

O convênio prevê também que a Efe, através de sua plataforma TVEfe Brasil - disponível para clientes mediante abono através da internet -, incorporará vídeos da atualidade feitos pela "Lusa", tanto de Portugal quanto de outros territórios de língua portuguesa.

O presidente da Efe, Álex Grijelmo, e o da "Lusa", José Manuel Barroso, assinaram o acordo em um ato realizado na terça-feira na sede central da agência portuguesa, em Lisboa.

Barroso e Grijelmo concordaram em expressar que o convênio contribui para potencializar a oferta informativa internacional destinada ao mundo hispânico e lusófono.

Segundo o acordo, os vídeos da TVEfe Espanha e TVEfe América - produzidos pela Efe em seus serviços centrais de Madri, Bogotá e Rio de Janeiro, e nos escritórios da agência em 120 países - serão distribuídos e comercializados pela "Lusa" nos mercados de língua portuguesa da África e da Ásia.

A Efe poderá incorporar a seus serviços noticiosos em formato audiovisual - que divulga no mundo de língua espanhola, e também em inglês e árabe (TVEfe Inglês e TVEfe Árabe) - os vídeos sobre a atualidade portuguesa produzidos pela "Lusa".

As duas agências já iniciaram de forma experimental o convênio de colaboração e, a partir de janeiro, começarão a comercializar os serviços com os conteúdos compartilhados.

Grijelmo disse que este acordo "contribui para estreitar os laços entre as duas agências e a reforçar as relações informativas na comunidade ibero-americana".

Barroso destacou também os vínculos entre as duas empresas e explicou que "as produções serão adaptadas aos diferentes mercados nacionais por cada agência e divulgadas tanto por seus respectivos serviços de comercialização quanto através de redes de distribuição mundial".

O ato teve a presença de Teresa Ribeiro, representante do gabinete do ministro de Assuntos Parlamentares português, Augusto Santos Silva. EFE ecs/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG