Edward Kennedy tem tumor maligno no cérebro

O senador democrata americano Edward Kennedy, irmão do presidente assassinado John Fitzgerald Kennedy, tem um tumor maligno no cérebro, segundo um comunicado divulgado nesta terça-feira por sua família, três dias depois de sua hospitalização em Boston, no estado de Massachusetts (nordeste).

AFP |

"Os resultados preliminares de uma biópsia do cérebro identificaram a causa do acidente vascular cerebral (que aconteceu sábado) como sendo um glioma maligno no lobo parietal esquerdo", diz o comunicado assinado pelos médicos Lee Schwamm, vice-presidente do serviço de neurologia do Massachusetts General Hospital, e Larry Ronan, médico generalista no mesmo hospital.

Edward Kennedy, 76 anos, eleito senador de Massachusetts em 1962, deve ficar no hospital por mais dois dias, segundo os médicos, que ainda disseram que o político está "bem e cheio de energia".

"O tratamento habitual" de sua patologia é baseado na combinação de vários tipos de radiação e quimioterapia, destacaram.

O glioma é um tumor, que pode ser benigno ou maligno, do sistema nervoso, mais especificamente da substância de apoio aos neurônios (células nervosas) no sistema nervoso central (encéfalo e medula espinhal).



    Leia tudo sobre: estados unidos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG