Berlim, 17 jan (EFE).- Editores de jornais e revistas alemães denunciaram o Google no Escritório Federal Antimonopólio da Alemanha pelo não pagamento de direitos pelos resultados das buscas, os chamados snippets, às publicações envolvidas.

O próprio site de buscas confirmou as informações publicadas por vários veículos de imprensa alemães neste fim de semana sobre as denúncias, que se somam às apresentadas pelo site Ciao, controlado pela Microsoft, e pela empresa de cartografia pela internet Eurocities.

A Confederação Alemã de Editores de Jornais (BDZV, na sigla em alemão) tinha exigido já no final do ano passado saber como e por que determinados veículos de imprensa aparecem no topo dos resultados das listas do Google e uma participação nos lucros publicitários.

Nesse sentido, a BDZV destacou que o Google fatura anualmente na Alemanha cerca de 1,2 milhão de euros pela publicidade publicada junto aos resultados das buscas.

Já o Ciao considera que o Google violou em parte o contrato assinado pelas duas empresas para a publicidade online AdSense em sites de terceiros, enquanto o Eurocities considera desleal a oferta gratuita de mapas do gigante americano.

Aparentemente, o Escritório Federal Antimonopólio Alemão reivindicou uma posição do Google antes de estudar a abertura de um processo.

Um porta-voz do Google apenas confirmou as denúncias e a reivindicação do escritório, assim como a disposição da empresa a cooperar com o mesmo. EFE jcb/bba

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.