Edinanci perde luta pelo bronze em sua quarta Olimpíada

A judoca brasileira Edinanci Silva foi derrotada nesta quinta-feira na luta que valia o bronze na categoria meio-pesado (até 78 kg) e se despediu da Olimpíada de Pequim. Edinanci perdeu por ippon (a pontuação máxima do judô) o confronto com a sul-coreana Gyeongmi Jeong, que ficou com a medalha.

BBC Brasil |

A veterana judoca se despediu da sua quarta Olimpíada sem conseguir concretizar o sonho de conquistar uma medalha, mas conseguiu sua melhor competição ao terminar o torneio na quinta colocação - Edinanci havia sido sétima em Atlanta-96, Sydney-2000 e Atenas-2004.

"Ter ido mais longe nessa Olimpíada é resultado do trabalho que a comissão técnica da confederação desenvolveu comigo e com as outras atletas", afirmou a brasileira, após a derrota. "Fico triste por não ter executado o melhor de mim nessa última luta."
"Esse resultado não foi suficiente para poder brindar o trabalho que eu fiz, junto com a confederação", acrescentou. "É uma pena. Aproveito e peço desculpa para toda a comissão técnica da confederação, que acreditou em mim até hoje."
Mais cedo, no torneio masculino da categoria meio-pesado (até 100 kg), o judoca brasileiro Luciano Correa, campeão do Mundial disputado no Rio de Janeiro no ano passado, também foi eliminado na repescagem.

Motivação
Depois de perder a luta pelo bronze, Edinanci afirmou que ainda não pensa na próxima Olimpíada e que só tentará participar da competição pela quinta vez em sua carreira "se tiver motivação".

"Eu não estou nem pensando na próxima agora", afirmou, que admitiu ter ficado decepcionada com a derrota. "A única coisa que eu quero agora é descansar."
"Enquanto eu tiver motivação e enquanto as atletas do Brasil tiverem dando oportunidade de eu estar na seleção, com certeza vou continuar", acrescentou.

Edinanci ganhou notoriedade nos Jogos Olímpicos de Atlanta, em 1996, quando foi submetida a um teste de feminilidade.

Em Sidney 2000, ela teve um desempenho ruim devido a uma lesão e, em Atenas 2004, perdeu a duas lutas do bronze.

Antídoto
Edinanci perdeu sua primeira luta em Pequim para a espanhola Esther San Miguel, por um yuko, mas foi à repescagem porque sua adversária avançou até as semifinais do torneio.

Na primeira luta da repescagem, a brasileira derrotou a russa Vera Moskalyuk com um yuko, e, na segunda, venceu a italiana Lucia Morico por ippon.

Na final da repescagem, ela derrotou Lkhamdegd Purevjargal, da Mongólia, por um ippon. O fim da trajetória veio com a derrota para a sul-coreana Gyeongmi Jeong.

"Eu entrei com a vontade e com uma tática", avaliou Edinanci. "Ela também entrou com a vontade e com um antídoto contra a minha tática, e deu certo pra ela."

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG