Quatro insurgentes talebans vestidos com roupas de mulher e de policiais são as únicas vítimas fatais do atentado

Quatro insurgentes do Taleban atacaram neste sábado a principal sede da ONU no oeste do Afeganistão. Os autores do ataque, que usavam roupas de mulher e de policiais, foram as únicas vítimas fatais do atentado.

O ataque aconteceu em Herat, uma zona comercial e a maior do oeste do país, onde os talebans e outros islâmicos não costumam ser muito ativos.

Policiais afegãos são visto no local da explosão em Herat, no Afeganistão
Reuters
Policiais afegãos são visto no local da explosão em Herat, no Afeganistão

Um suicida morreu na explosão de um carro-bomba na entrada do edifício, outros dois se explodiram e um quarto morreu baleado pelos agentes dentro do prédio antes que pudesse detonar a bomba, disse o governador de Herat, Mohamad Dawood Saba.

Alguns estavam vestidos com as burcas que a maioria das mulheres do país costuma usar, enquanto outros vestiam uniformes policiais, disse a polícia.

Apesar da presença de 150 mil soldados internacionais, a violência da guerra contra o Taleban atingiu seu maior nível desde a invasão liderada pelos Estados Unidos em novembro de 2001. Os insurgentes aumentaram os ataques, se expandindo para além dos redutos no sul e leste do país.

Herat, uma das maiores cidades do país com cerca de três milhões de habitantes, está sob o comando regional das tropas italianas e desfrutou de uma relativa calma, em comparação a outras regiões.

Um comandante local do Taleban, Mullah Bilal, assumiu a responsabilidade pelo atentado em nome do grupo.

Com Reuters

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.