O economista americano Paul Krugman foi o vencedor da edição 2008 do Prêmio Nobel de Economia por sua capacidade de analisar os padrões do comércio e localizar a atividade econômica.

Segundo a Academia Real de Ciências da Suécia, Krugman, de 55 anos, formulou uma nova teoria que determina os efeitos do livre mercado e da globalização, assim como as forças dominantes por trás da urbanização mundial.

"Por meio desta teoria, ele integrou os campos de pesquisa em comércio internacional com geografia econômica", disse o comunicado da Academia.

Krugman é professor de Economia e Relações Internacionais na Universidade Princeton, nos Estados Unidos, e mantém uma coluna no jornal americano "New York Times".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.