A economia mundial desacelera sua queda, mas persistem os problemas, advertiu nesta sexta-feira o secretário do Tesouro americano, Timothy Geithner, ao final da reunião do G7, destacando como avanço os compromissos assumidos na Cúpula do G20, no início de abril, em Londres.

"Estamos em um contexto de grave queda da economia mundial. Sem subestimar os desafios que enfrentamos, há sinais que mostram que o ritmo de degradação da atividade econômica e do fluxo comercial diminuiu", disse Geithner em sua declaração a seus colegas do G7.

"Temos motivos para ficar um pouco mais tranquilos, mas seria falso concluir que estamos próximos a sair das trevas que se abateram sobre a economia mundial no início do outono passado".

mj/LR/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.