A economia, principal preocupação do eleitor americano, abriu o debate entre os candidatos à vice-presidência dos Estados Unidos, a republicana Sarah Palin e o democrata Joe Biden, na noite desta quinta-feira, em Saint Louis (Missouri).

Palin e Biden evitaram um confronto direto, centrando seu fogo nos candidatos à presidência, Barack Obama e John McCain.

A governadora do Alasca apresentou McCain como um reformador, enquanto Biden bateu na administração do presidente George W. Bush, afirmando que os Estados Unidos sofrem "a pior crise econômica que já conhecemos".

Palin defendeu McCain destacando que o Senador denunciou há tempos o descontrole em Wall Street e o risco que representava a questão hipotecária, e Biden lembrou que Obama enviou uma carta ao Tesouro americano para advertir sobre os mesmos temas.

A governadora do Alasca se mostrou segura e simpática, sorriu muito e citou situações do dia a dia, com apelo popular, para responder ou fugir de certas perguntas.

Já Biden foi mais austero, e não conseguiu impor sua vasta experiência como senador e líder da poderosa comissão de Relações Exteriores do Senado.

aje/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.