Durão Barroso rebate críticas de Sarkozy ao BCE

Paris, 1º jul (EFE).- O presidente da Comissão Européia (CE, órgão executivo da União Européia), José Manuel Durão Barroso, respondeu hoje às críticas do chefe de Estado da França, Nicolas Sarkozy, que acusou o Banco Central Europeu (BCE) de focar a luta contra a inflação, e não o crescimento da economia.

EFE |

"Antes de tudo, a Europa vive o cotidiano: a alta dos preços do petróleo e da gasolina e a alta dos produtos alimentícios. Também quero ressaltar aqui a importância do combate à inflação", disse Barroso, que, após um encontro no Palácio do Eliseu por ocasião da transferência da Presidência do bloco à França, falou aos jornalistas ao lado de Sarkozy.

A inflação é "a primeira ameaça que pesa sobre o poder aquisitivo dos cidadãos", acrescentou Barroso.

Em entrevista transmitida ontem à noite, Sarkozy pediu ao BCE que pense no crescimento econômico e não só na inflação. Além disso, afirmou que a alta dos juros não fará cair a inflação provocada pelo encarecimento das matérias-primas.

"Que não me digam que, para combater a inflação, é preciso elevar as taxas de juros. Se as taxas de juros européias forem indexadas sobre a evolução do barril de petróleo, elas poderão chegar lá em cima, mas não farão cai o preço do barril", disse o presidente francês.

Os mercados financeiros acreditam que, para conter a inflação nos países do bloco, o BCE elevará as taxas de juros em sua reunião de quinta-feira. EFE ao/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG