Durão Barroso acha difícil Itália deixar G8

LAquila (Itália), 8 jul (EFE).- O presidente da Comissão Europeia (órgão executivo da União Europeia), o português José Manuel Durão Barroso, disse hoje que a Itália tem um papel muito importante no G8 (as sete nações mais desenvolvidas e a Rússia, por isso não acredita que o país ficará fora do grupo.

EFE |

O comentário de Barroso, feito durante uma entrevista coletiva em L'Aquila, onde a cúpula do G8 começa nesta terça-feira, foi uma resposta à possibilidade apresentada ontem pelo jornal britânico "The Guardian", que disse que a Espanha poderia substituir a Itália no grupo.

Em nome da UE, Barroso pediu aos chefes de Estado e de Governo que participam da reunião do G8 que fixem "metas ambiciosas" e definam "ações vinculativas" no combate à mudança climática.

"Não estamos em L'Aquila para ratificar os compromissos já assumidos em relação à mudança climática, mas para convencer nossos parceiros a cumpri-los", afirmou.

Para a UE, é importante que a comunidade internacional mantenha o compromisso de reduzir significativamente as emissões de dióxido de carbono (CO2) nas próximas décadas.

Em relação a esse tema, "espero progressos em L'Aquila", declarou Barroso, que destacou a necessidade de um acordo ser alcançado antes da cúpula mundial sobre o clima que acontecerá em dezembro em Copenhague (Dinamarca). EFE fab/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG