Durante cúpula nuclear, Obama e Cristina se reúnem pela primeira vez

Washington, 13 abr (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e a presidente da Argentina, Cristina Fernández, realizaram nesta terça-feira sua primeira reunião bilateral, em paralelo à cúpula sobre segurança nuclear que aconteceu nos últimos dois dias em Washington.

EFE |

A Argentina tem uma relação "normal e séria" com EUA, país com o qual "compartilhamos uma agenda comum como a luta contra o narcotráfico, tratamento de pessoas, entre outros temas", disse Cristina após a reunião a um grupo de jornalistas.

Cristina assinalou que os dois discutiram algumas das propostas que tinham sido colocadas durante a cúpula e Obama se interessou sobre a economia argentina.

"Disse a ele que não tínhamos ido de todo mal em 2009, que tínhamos sustentado o desemprego em um dígito", assinalou a presidente.

Perguntada pela imprensa sobre ter feito um convite ao líder americano para visitar a Argentina, Cristina deu uma resposta curiosa.

"A verdade é que me esqueci, pois estávamos fechando outras coisas e ele tinha que ir para a entrevista coletiva. Mas a verdade é que tudo foi muito bem", assinalou.

A reunião, que aconteceu às 16h locais (17h em Brasília), estava marcada como uma "agenda aberta" e foi o primeiro encontro oficial entre os dois, embora já tenham mantido antes alguns contatos em outras cúpulas internacionais e intercâmbios de cartas.

O porta-voz do Conselho de Segurança Nacional dos EUA, Mike Hammer, destacou em comunicado que Obama e Cristina discutiram uma série de assuntos de "interesse mútuo" e "desafios globais comuns".

Esta foi a única reunião bilateral do líder americano com um líder latino-americano durante a cúpula, da qual também participaram os presidentes do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva; do México, Felipe Calderón; e do Chile, Sebastián Piñera. EFE elv/fm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG