Dupla explosão deixa dezenas de mortos no Paquistão

Taleban assume atentados suicidas que deixaram 22 mortos e mais de 60 feridos no sudoeste do país

iG São Paulo |

AP
Veículo pega fogo após ataque a bomba em Quetta, no Paquistão

Dois ataques suicidas deixaram pelo menos 22 mortos e mais de 60 feridos na cidade de Quetta, no sudoeste do Paquistão. O Taleban assumiu responsabilidade pelas explosões e disse que o alvo era o militar Khurram Shahzad. Ele sobreviveu, mas sua mulher morreu.

Entre as vítimas também estão vários militares e duas crianças. No primeiro ataque, um homem detonou um carro com explosivos ao lado de um grupo de policiais em local próximo à casa de Shahzad. O outro suicida invadiu a residência e detonou uma bomba que carregava em seu corpo.

Segundo a polícia, um dos suicidas portava uma carteira de identidade. Segundo o documento, ele tinha 21 anos e era afegão.

Shahzad é subcomandante da guarda de fronteira (Frontier Corps, FC), uma unidade paramilitar vinculada ao Exército.

Recentemente, as FC participaram da detenção de Yunis al-Mauritani , o comandante das "operações externas da Al-Qaeda", em uma operação liderada pelos Serviços de Inteligência do Paquistão (ISI).

A captura constituiu um novo revés para a Al-Qaeda depois da morte de Bin Laden em 2 de maio em uma ação das forças especiais americanas.

Quetta é a capital da província do Baluchistão, que limita com o Afeganistão e o Irã. O local é considerado reduto de redes talebans, que atuam nos dois lados da fronteira entre Paquistão e Afeganistão.

Com EFE

    Leia tudo sobre: paquistãoal-qaedatalebanataqueexplosão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG