Dubai divulgará fotos de supostos assassinos de líder do Hamas

Abu Dhabi, 2 fev (EFE).- O chefe da Polícia de Dubai, Dahi Khalfan, declarou à revista Arabian News que vai divulgar publicamente as fotos dos supostos assassinos de Mahmoud al-Mabhuh, líder do Hamas achado morto em um hotel do emirado no último dia 20.

EFE |

O oficial, que não disse quando as imagens serão divulgadas, afirmou que sete pessoas participaram do assassinato de Mabhuh, de 50 anos e um dos fundadores das Brigadas de Ezzedine al-Qassam, o braço militar do Hamas.

O Hamas já acusou Israel de estar por trás da morte de Mabhuh.

Mais cauteloso, o Governo de Dubai disse haver suspeitas de que o crime foi cometido por uma quadrilha cujos integrantes, em sua maioria, tinham passaporte europeu.

Há dois dias, o jornal britânico "The Times" publicou que os assassinos injetaram em Mabhuh uma droga que instantaneamente provocou um ataque cardíaco no líder palestino.

O corpo do miliciano do Hamas foi achado em 20 de janeiro, por funcionários do luxuoso hotel Al Bustan Rotana. Como não encontraram nenhum sinal suspeito, os médicos locais atribuíram a morte a um ataque cardíaco.

No entanto, nove dias depois, um exame de sangue revelou que Mabhuh tinha sido envenenado. EFE aym/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG