Duas novas mortes por ebola registradas na RDCongo

A organização Médicos sem Fronteiras (MSF) anunciou neste domingo duas novas mortes, devido a um foco do vírus do ebola, no centro da República Democrática do Congo (RDC), elevando para 11 o número de vítimas dessa rara e contagiosa doença.

AFP |

"Neste domingo de manhã, morreu uma mulher com sintomas de ebola", declarou o porta-voz da MSF, François Dumont, acrescentando que um homem também faleceu pelo mesmo vírus na última quinta-feira.

O ministro congolês de Saúde, Augustin Mopipi, declarou na quinta que o foco de ebola havia deixado, até esse dia, nove mortos e 21 infectados.

O foco foi detectado em novembro, na cidade de Kampungu (oeste).

O ebola é mortal entre 50% e 90% dos casos. Os doentes sangram por todos os orifícios do corpo até morrer.

A MSF disse que duas pessoas estão em suas casas sob observação.

A organização afirmou estar controlando outras 100 pessoas expostas ao contato com pessoas doentes.

A RDC já teve três surtos de ebola: em 1976 (cerca de 500 mortos); em 1995 (245 mortos); e em 2007, quando 26 pessoas faleceram pelo vírus, em meio a uma onda de malária, tifo e disenteria que deixou 187 mortos.

lmm/tt

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG